Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Hoje aprendi a não julgar ninguém pela aparência

Foto de Sentaqui

Como estava um Domingo bonito, decidi ir depois de almoço até ao parque da cidade de mochila às costas, máquinas fotográficas, lentes e manual de instruções e treinar uma das coisas que mais gosto de fazer, fotografar.

 

Depois de ter tirado algumas fotos, sentei-me num banco à sombra, peguei no manual de instruções e de máquina na mão lá ia seguindo os passos todos, para ver se com calma podia tirar algumas fotos de jeito.

 

Algum tempo depois levantei-me pronta a colocar em prática o que tinha lido. Num determinado momento abri a mochila para mudar de lente, uma pequenina a que chamo a minha cinquentinha que me dá um jeitão para determinado tipo de fotos. Remexi a mochila e não estava lá, convenci-me então que me tinha esquecido dela em casa e continuei.

 

De repente e um pouco mais à frente acercam-se de mim dois jovens de aspecto duvidoso, daqueles que andam à procura da moedinha quando ajudam a encontrar um lugar para estacionar e não digo mais, porque acho que não tendo provas, nada mais posso acrescentar àcerca deles.

 

Perguntaram-me:

- A senhora não perdeu nada?- olhei com espanto para eles, abri a mochila e a gaguejar e sem saber o que dizer respondi que parecia não me faltar nada. Foi então que um deles me mostra o saquinho verde onde estava a minha lente. Fiquei boquiaberta e expliquei-lhes que pensava que a tinha deixado em casa, afinal ficou em cima do banco onde estive sentada.

 

Agradeci comovida e dei-lhes uma pequena gratificação, consciente que nada paga uma atitude destas.

 

Minutos depois estava eu agachada a tirar mais umas quantas fotos, passaram de novo por mim e disseram-me:

- Já viu onde estão os seus óculos? A senhora hoje anda a perder tudo.

Os óculos escuros estavam caídos a cerca de um metro de mim e tenho quase a certeza que se não fossem eles ali ficariam caídos até que alguém menos consciencioso os encontrasse e os levasse.

 

Decididamente tive sem dúvida, um dia de sorte e agora sentada aqui aprendi a não julgar ninguém pelas aparências e doravante quando encontrar estes jovens que enveredaram por caminhos mais obscuros, vou olhar para eles com outros olhos e pensar que todos eles têm no peito um coração generoso.

 

 

20 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D