Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

A melhor música foi e será sempre a dos anos 80

Ontem estava a ouvir as notícias e fiquei contente por saber que muitos dos cantores actuais estão a recriar com a sua interpretação própria, muitas das músicas dos anos 80.

 

Dou por mim muitas vezes à procura de músicas actuais, mas volto sempre ao mesmo, anos 80, até pensava que estava a ser retrógrada e saudosista, mas não, afinal no mundo da música há quem pense e sinta como eu.

 

Quem não se lembra com saudade dos Alphaville entre tantos?

Forever Young é como me sinto quando estou sentada aqui a ouvi-los

 

 
 
 

Carlos Paião partiu há 24 anos

 

Saudade não tem forma nem cor

Não tem cheiro nem sabor,

Fala-se nela , mas não se vê;

Só pensa nela quem acredita.

Ela é parte da ausência;

Ela é parte do Amor;

Ela tem realidade

Mas quem a tem sente dor,

Uma dor que cresce no coração,

E que nunca vem sozinha...

Acompanha a solidão

Quem a sente nunca esquece,

Nem nunca esquecerá,

O sentimento que não adormece

Por alguém que não está.

 

Carlos Paião- 1957/1958

 

 

 

Vou ficar sentada aqui depois de ter colocado o meu Pó de Arroz recordando uma voz, essa não partirá jamais.

 

 

 

Eu adoro voar

Foto de Sentaqui
 

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

Clarice Lispector

 

Sentada aqui, leio e releio estas palavras e sinto que poderia ser eu a escrevê-las, mas como não fui capaz, resta-me apenas senti-las.

 

 

 

Tempo de limpezas

Foto de Sentaqui

 

Já varri, separei o que era importante daquilo que não me faz falta, já dei a quem achei que devia dar, já entreguei o que não me pertencia e agora deixo que o tempo faça o resto.

 

Vou ficar agora sentada aqui a descansar e esperar que outro tempo traga o que mereço.

 

 

Homens e predadores

Foto da net

 

Homens e predadores, ambos do mesmo sexo, embora com comportamentos diferentes.

 

O predador tenta caçar a vítima, ilude-a, monta  armadilhas feitas com esmero e engenho, apelando ao seu lado mais criativo, encantando seduzindo, envolvendo com artefactos elaborados e chamamentos ora visuais ora gestuais, qual ave exibindo a sua melhor plumagem.

Ela, a vítima, encanta-se, qual miragem com que todas as noites sonha e que iludida se deixa enredar num amor que julga ser o que tanto esperava.

 

Como qualquer predador que se preza, depois de conseguir os seus intentos, afasta-se com aquele consolo animalesco e vitorioso de quem conseguiu mais uma presa para a sua colecção de troféus, deixando a pobre num vale de lágrimas, confundida, desiludida por pensar que ele era o tal.

 

Depois há os HOMENS, os que prendem, os que sem mentiras e falsas promessas e esquemas montados, são bem claros e dizem sem rodeios ao que vêm. Não há lágrimas nem falsas expectativas, porque a sinceridade é apanágio daqueles( raros) que sem rodeios fogem de paixões, mas que não usam de cobardia afastando-se sem nada dizer. Não há esperanças vãs, respeitam e deixam espaço para decisões que não impliquem apego, apenas momentos bem passados, sem tempo nem hora marcada.

 

Animais gosto dos de quatro patas, que me são fiéis e sei que posso contar com a sua fidelidade incondicional. Homens fazem-me pensar sentada aqui, que só levarão aquilo que quero, quando quero, sem ilusões nem lágrimas.

 

Falta-me falar dos outros, sim daqueles que não fazem nenhum género dos que aqui mencionei, mas onde estão eles?

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D