Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Safari no Botswana

IMG_3257.JPG

Fazer um safari, foi algo de emocionante e inesquicível. Soube apreciar com mais força e realismo aquilo que só tinha visto na televisão.IMG_2089.JPG

 À chegada éramos extremamente bem recebidos e a humildade dos trabalhadores foi comovente.IMG_2092.JPG

Cada quarto era uma casa onde nada faltava e a beleza da decoração agradou-me. 

IMG_2094.JPG

 

IMG_2075a.jpg

IMG_2172a.jpg

 

IMG_2814a.jpg

IMG_3186.JPG

 

IMG_3245.JPG

De vez em quando éramos surpreendidos com bebidas frescas e aperitivosIMG_2066.JPG

Não, isto não é um monte de terra, é um enorme formigueiro.IMG_2096.JPG

 Ao fim do dia ficava sentada aqui a contemplar a paisagem e a ouvir o canto dos pássaros. 

Uma viagem daqui até ao céu


IMG_0921.JPG

 

 

O dia está bonito, o céu azul polvilhado com algumas nuvens, fez com que tivesse a ideia de sair deste canto e subir.

Aconcheguei-me numa nuvem, naquela que me pareceu mais confortável e espaçosa.
Tinha esperança que ele aparecesse.

Passados alguns minutos senti uma leve aragem e vi que ele se aproximava.
Inicialmente não dissemos nada, apenas nos unimos com um forte abraço.

-Pai, que bom teres vindo, estou muito feliz e acho que me esqueci quando estavas comigo lá em baixo,de te dizer, que te amo muito.

-Filha, estou comovido, sabes que nunca fui de usar palavras meigas e até dava um ar de durão, mas penso que me conheces e já reconheceste depois deste tempo todo, que tudo o que fiz, embora pudesse não parecer, foi porque nutria por ti um grande amor. Eras um pouco refilona, mas hoje sinto que estás mais doce e meiga.

-Tens razão, pai, nem sempre compreendi certas atitudes tuas, mas hoje reconheço que fizeste o melhor por mim e estou aqui para te agradecer.

 

Subitamente senti que alguém se aproximava lentamente.
- Mano!!! Também vieste? Estou duplamente feliz. Pregaste-me uma partida , sabias? Logo no dia de hoje num 19 de Março e apenas com 36 anos, enquanto celebravas este dia com a tua mulher e as tuas duas meninas, resolveste partir, doeu demais sabias?
- Eu imagino, mana, mas já tinha cumprido a missão que me estava destinada e hoje aqui de cima sei que elas estão bem e isso deixa-me feliz.

Ficámos ali os três a conversar durante um bocado e a recordar bons tempos. Curiosamente, sempre fomos muito parecidos.
-Sabem, aqui está-se bem, gostava de ficar convosco.

- Não minha filha-respondeu o meu pai- ainda tens muitas coisas para fazer lá em baixo, ainda há pessoas que precisam de ti.

Sabia que ele tinha razão, mas saborear aquela paz, fazia-me sentir vontade de ficar, por vezes o mundo é demasiado cruel e de vez em quando faltam-me as forças.
- Mas nós sabemos que és forte- disseram eles-  és uma parte de nós e tens ainda que acabar de fazer certas coisas que nós não pudemos terminar, cabe-te a ti essa missão, não tenhas pressa, quando chegar a tua hora juntar-nos-emos e faremos por aqui uma grande festa.

Ficámos durante algum tempo sem nada dizer, o silêncio falava mais alto.

Desci lentamente, vim-me sentar aqui e agradeci à vida por me ter dado duas pessoas que tanto amei e feliz por saber que estavam bem.
Até um dia!

Ler também é viajar

IMG_1261.JPG

Foto minha

Subi as escadas e escolhi um livro de poemas.

Viajei sentada aqui com os versos de Mia Couto

Amei-te sem saberes

No avesso das palavras 

na contrária face
da minha solidão
eu te amei
e acariciei
o teu imperceptível crescer
como carne da lua
nos nocturnos lábios entreabertos

E amei-te sem saberes
amei-te sem o saber
amando de te procurar
amando de te inventar

No contorno do fogo
desenhei o teu rosto
e para te reconhecer
mudei de corpo
troquei de noites
juntei crepúsculo e alvorada

Para me acostumar
à tua intermitente ausência
ensinei às timbilas
a espera do silêncio

Mia Couto, in 'Raiz de Orvalho'

Na floresta de Bwindi

IMG_6821.JPG

 O Parque Nacional Impenetrável de Bwindi está localizado nas montanhas do extremo sudoeste do Uganda, à beira do Vale do Rift  junto à fronteira com a República Democrática do Congo. Este parque foi inscrito pela Unesco, em 1994 na lista dos locais que são Património da Humanidade.

A entrada no parque tem numerus clasus, sendo apenas permitida a um número restrito de turistas.IMG_6826.JPG

IMG_8079.JPG

 Ficámos alojados num pequeno e agradável lodge. Durante a noite choveu torrencialmente e julguei que a nossa visita ficásse comprometida, mas quando nasceu o dia o sol já brilhavaIMG_6727.JPG

Fomos numa pequena avioneta pilotada por duas meninas bem simpáticas e voámos a baixa altitude o que me permitiu verificar o quão verde era o Uganda.

 

IMG_7799.JPG

 Fomos divididos em dois grupos com vários guias, eu sem saber escolhi o percurso mais difícil, felizmente houve um  guia simpático que carregou a minha mochila.IMG_7711.JPG

A caminhada começou e nunca imaginei que o mato fosse tão cerrado.IMG_7691.JPG

IMG_7589.JPG

À frente um dos homens com uma catana ia cortando o mato para conseguirmos passar, confesso que fui mais vezes com o traseiro a escorregar do que de pé.
Finalmente avistámos ao longe pequenos gorilas que se balouçavam nas árvores, mas o melhor estava para vir.

IMG_7580.JPG

 Subitamente apareceu à nossa frente um gorila gigante que nos saudou com uma valente bufa e seguiu o caminho dele indiferente aos visitantes.

IMG_7564a.jpg

 E hoje sentada aqui, recordo o berro do  guia dirigido a mim, eu estava, nada mais nada menos que em cima de um ninho de formigas e só passados alguns segundos e apesar de levar botas e meias, senti as picadas delas e ainda estou para saber por onde entraram.

Foi uma viagem inesquecível e única, em que pela primeira vez tive a noção do que era uma floresta a sério.

Este blog está de luto

_MG_9717 (1).JPG

 

Durante algum tempo o relato das minhas viagens estará interrompido, já que partiu uma grande amiga da blogosfera, que conhecia pessoalmente e por quem nutria um enorme carinho.

Uma partida que a todos os que a conheciam e que privaram com ela, deixou uma dor difícil de suportar.

Teté, descansa em paz.

Continuo a ficar sentada aqui a pensar quão efémera é esta vida e que nunca estamos preparados para ver partir alguém que muito estimamos.

A caminho do Cabo da Boa Esperança

IMG_1451 (1).JPG

 A viagem à Àfrica do Sul terminou com uma visita ao Cabo da Boa Esperança. Saímos pela Costa Atlântica na estrada de Victória Road..

IMG_1494 (1).JPG

 

Parámos em Boulders Beach para apreciarmos uma colónia de cerca de 2500 pinguins, uma espécie protegida. IMG_1523 (1).JPG

IMG_1479.JPGPelo caminho parámos em algumas praias, Clifton e Campus BayIMG_1565.JPG

IMG_1557.JPG

O artesanato local também foi alvo da nossa atenção.IMG_1450.JPG

IMG_1437.JPGAté que finalmente chegámos e já se podiam ver muitos turistas,preparados para escalar a montanha de pedras que nos levaria a contemplar lá do alto, o Cabo das Tormentas, ou Cabo da Boa Esperança, dobrado pela primeira vez por Bartolomeu dias, em 1148. A vista era soberba e eu senti-me como se estivesse no topo do mundo.IMG_1445.JPG

IMG_1436.JPG

Hoje sentada aqui, relembro com orgulho um lugar que marcou a História de Portugal.

Esta foi a história e eu fiz parte dela com aquela emoção que nos leva por mares nunca dantes navegados e que marca uma vida para sempre.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D