Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Amizade colorida, a preto e branco ou sem cor?

Foto de Sentaqui

 

Antes de falar sobre amizade colorida fui ver a definição da mesma e diz assim:

 

"Segundo o dicionário Houaiss, amizade colorida é um relacionamento amoroso e sexual, geralmente passageiro, sem compromisso de estabilidade ou fidelidade. Ou seja, é uma espécie de relação aberta em que pode existir uma intimidade física entre as pessoas, bem diferente de uma amizade tradicional — também chamada amizade preto-e-branco".

 

Nunca entendi nem concordo com o nome dado a uma amizade onde não se criam laços, onde tudo é passageiro, onde não há compromissos e  como se isso não bastasse ainda lhe chamam colorida.

 

Aqui a Maria, talvez retrógrada ou chamem-me o que quiserem, não encaixa neste conceito e aproximações com este objectivo são logo postas a milhas, é como se se tratasse de um produto descartável, serve para hoje porque apetece, amanhã logo se vê, se aparecer outra cor mais florescente troca-se ou alimentam-se duas três ou as que forem possíveis.

 

Considero-me uma pessoa de mente aberta, mas não tanto que me dê ao luxo de andar a saltitar de cor em cor ao sabor de primaveras camufladas.

 

Gosto da cor das amizades que crio, daquelas a que erradamente chamam de preto e branco, essas sim, são arco-íris que brilham no meu caminho e cá estou eu para as receber de braços abertos, dedicando-lhes toda a atenção e carinho que merecem e prezando valores que me incutiram sobre o valor de uma verdadeira amizade.

 

Gosto dos meus amigos, faço tudo por eles, esquecendo-me tantas e tantas vezes de mim, mas sem nunca me anular, nem cometer a loucura de misturar contactos físicos com gestos genuínos, sinceros e que fazem despertar as nossas emoções mais sinceras.

 

E lembro-me sempre quando penso neste assunto e agora que estou sentada aqui, de um velho ditado: " Se queres perder um amigo vai para a cama com ele." Posto isto, como não quero perder nenhum dos meus amigos que fui ganhando ao longo dos anos, fico-me pelas palavras, pelos desafabos, pela cumplicidade, pelo saber estar, ouvir e nunca me arrependi de ser assim, pintem lá a amizade com as cores que quiserem, ela para mim não tem cores especiais, é simplesmente incolor, inodora, mas muito gostosa quando verdadeira.

 

 

19 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D