Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Ai os homens! Será que falar verdade compensa sempre?

 

-Não achas que está na altura de mudares a tua maneira de vestir?- disse ele

-Como? perguntou ela espantada e incrédula.

-Com a tua idade , já não devias usar esses vestidos tão curtos, os decotes e as calças de ganga esfarrapadas.

Não estava a acreditar no que estava a ouvir. Era senhora que nunca usava mini saias e recusava-se a vestir aquelas saias compridonas que não a favoreciam por não ser muito alta. Não usava decotes daqueles que chegam ao  umbigo, mas também golas que lhe faziam comichão no pescoço, não eram o seu estilo. Digamos que não era nenhuma top model, mas também se recusava a parecer uma matrafona e vestia aquilo com que se sentia bem, sem pretender dar nas vistas.

- Pois eu bem vi como o senhor do violoncelo te olhava para o decote-continuou ele

- Não deves estar a bater bem da cabeça, eu até levava uma écharpe, como é possível que ele me estivesse a olhar para o decote?

Passado algum tempo conhecemos a Maria, uma pessoa simpática, simples, de trato fácil e que de vez em quando nos acompanhava nas caminhadas que fazíamos.

Um dia disse-lhe:

- Sabes ando indeciso, não sei se gosto mais de ti  que da Maria, gosto do estilo dela, calças desportivas, chinelinho de enfiar no dedo...vou falar com ela para saber dos sentimentos dela em relação a mim, depois digo-te o que decidi.

- Ah, não precisas dizer-me nada-respondeu furibunda- fica lá com a Maria do chinelinho e não contes mais comigo.

Deu meia volta, empinou o nariz, olhou-o com ar de desprezo e partiu.

Andou ali uns dias a bater mal, não que a separação lhe tivesse provocado grandes danos emocionais, o que mais a chocou, foi a falta de respeito e a sinceridade patética daquele sujeito.

 

 

Depois deste episódio fico sentada aqui a pensar que também nós mulheres somos complicadas, não gostamos que nos mintam, mas verdades consumadas desta forma são um verdadeiro atestado de burrice e falta de respeito.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D