Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Sentaqui

"A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura." (Lya Luft)

Sonho de uma noite

Vestiu aquele vestido preto que ele já tinha visto e que tinha adorado...justo, um pouco acima do joelho e que lhe acentuava as curvas. Meias pretas finas e de liga, por debaixo uma lingerie ousada seria dela para ele a surpresa da noite. Cabelos soltos, umas pérolas discretas nas orelhas, e um pequeno colar a condizer uns sapatos pretos de salto fino e alto completavam a toilette. Olhou-se ao espelho e gostou do que viu.

 

Antes de se vestir, preparou a mesa onde não faltaram as velas que iluminavam os copos altos, os pratos minimalistas, com guardanapos que condiziam com a toalha vermelha. Uma pequena jarra de flores completava o cenário.

 

A lareira estava acesa, acendeu as luzes mais fracas colocou a música e tudo parecia perfeito.

 

A campainha tocou, o seu coração deu um pulo, estava excitada e louca para o abraçar.

 

Beijaram-se sofregamente e ele depositou-lhe nas mãos uma rosa juntamente com uma caixinha que ela abriu cheia de curiosidade, um anel reluzente com um belo rubi brilhava. Ele colocou-lho no dedo e ela emocionada agradeceu com mais um beijo que traduzia todo o amor que ambos sentiam. Os olhos brilhavam, as carícias pareciam não ter fim.

 

Levou-o para a mesa e antes brindaram com champanhe que ela nunca dispensava porque sabia que ele também apreciava.

O vinho já tinha sido aberto para respirar.

 

Comeram devagar saboreando o jantar que ela tão esmeradamente tinha cozinhado. Riram, trocaram olhares de paixão, cruzaram as mãos em sinal do amor que os unia e que queriam perpetuar numa noite que  desejavam repetir por muitos anos.

 

Depois...oh depois, foi a continuação da loucura, amaram-se até ao amanhecer e desejaram que momentos assim nunca deveriam terminar.

 

Já tarde acordaram e olharam-se nos olhos sem palavras, não eram precisas, tudo estava claro, tudo se encaixava, tudo era amor, paixão, desejo, cumplicidade, carinho, companhia...tudo o que ela sempre tinha sonhado para a sua vida.

 

De repente tocou o despertador, deu um pulo na cama, olhou para o lado, ninguém...uma lágrima teimosa saltou-lhe dos olhos, afinal tudo não tinha passado de um sonho.

 

Hoje, sentada aqui, pensa que o dia de S.Valentim é um dia como os outros. Arranjou-se à pressa e saiu para ir trabalhar, pelo caminho foi recordando o sonho de uma noite que nunca aconteceu, mas quem sabe  um dia ao virar da esquina, ele não apareceria com um sorriso, com uma flor e tudo o mais que ela desejava para a sua vida. Sonhar não custa e não ia desistir de fazê-lo até um dia que podia ser de S. Valentim ou outro qualquer.

 

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D