Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



As palavras que não consigo dizer

por Existe um Olhar, em 27.09.20

Fica a música e o sonho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:36

Sem nada esperar

por Existe um Olhar, em 06.09.20

 

20180908_193650 pOr do sol.jpg

 

Habituei-me a não esperar nada nem por ninguém.

Vivo os meus dias ao sabor dos ventos, da brisa suave, da calmaria dos dias cinzentos e mornos ou de outros ensolarados.

Sou como o tempo que passa e que eu não quero dar por ele, embora ele teime em deixar marcas que umas vezes são indeléveis, outras cicatrizes que demoram a sarar.

A noite que povoa a minha vida traz-me o luar onde me aninho contemplando as estrelas e escolha uma delas para conversar, sei que guarda os meus segredos, que me ilumina quando teimo em não sair da escuridão.

Quando de manhã os primeiros raios de sol se entrelaçam nos meus dedos e iluminam os meus olhos vivo na luz que me envolve, abro a janela do coração e amo o que vive em mim e esqueço o que foi, o que era e tudo o que ilusoriamente julgava ser meu.

E neste embalo me equilibro, sem pedir, sem julgar, sem duvidar, apenas vivendo sem te esperar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:24


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

subscrever feeds